Notícias

Presidente da Capes tenta vaga de reitor do ITA em meio a campanha para fusão com CNPq

Anderson Correia enfrenta protestos pelos cortes de bolsas; até agora foram cortadas 7.590 bolsas de pesquisa, 8% do que havia no início deste ano

O presidente da Capes, Anderson Ribeiro Correia, está à procura de um emprego fora do MEC do governo Jair Bolsonaro, destaca a Folha de São Paulo. Correia se inscreveu no processo seletivo para reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), cargo que ocupou antes de assumir a Capes. Ele é um dos 13 candidatos que se inscreveram no processo seletivo e um dos seis convocados para a segunda fase. 

Em 5 de novembro, Correia  e é esperado às 8 horas no auditório B do ITA, em São José dos Campos, para fazer sua apresentação. A entrevista está marcada para o mesmo dia, em local a definir.
O movimento ocorre em meio a uma campanha do governo para  fundir o órgão com o CNPq e a cortes de recursos para bolsas de pós-graduação. 

A Capes, hoje ligada ao MEC, e o CNPq, sob o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, são os dois órgãos que financiam a pesquisa e a ciência no Brasil com dinheiro público.

Ex-reitor do ITA, Correia chegou ao MEC no começo do ano, ainda na gestão do então ministro Ricardo Vélez Rodriguez. Seu nome ganhou força para substituir o de Vélez, com simpatia da ala militar do governo, mas ele acabou preterido por Abraham Weintraub.

Na Capes, a imagem de Correia foi abalada pelos cortes de bolsas, o que culminou em protestos de servidores contra sua gestão e a suposta passividade diante do esforço do ministério em capitanear a fusão com o CNPq.

Por causa de bloqueio de recursos do MEC, a Capes cortou até agora 7.590 bolsas de pesquisa, ou 8% do que havia no início deste ano.
 
Mesmo após a liberação parcial de recursos, o órgão ainda tem R$ 549 milhões de verba prevista  para 2019 congelados. A Capes também perderá metade do orçamento no ano que vem: sairá dos R$ 4,25 bilhões autorizados para 2019 para R$ 2,20 bilhões em 2020.  

O MEC diz ter garantido mais R$ 600 milhões para 2020, e a Capes tenta convencer deputados a construir uma emenda parlamentar que traga mais R$ 300 milhões.

Confira: Folha de São Paulo



 

Manchete

Anderson Correia enfrenta protestos pelos cortes de bolsas; até agora foram cortadas 7.590 bolsas de pesquisa, 8% do que havia no início deste ano


Postado

17.outubro | 2019


Imprimir


Compartilhar


Filiar-se

Newsletter

(48) 99944.0103 (WhatsApp)
(48) 3234.2844 e 3234.5216 (Max & Flora)
(48) 3721.9425 e 3234.3187 (Campus Trindade)
(47) 99925-1735 (Joinville)
(49) 3241.4181 (Curitibanos)
(48) 3524.0228 (Araranguá)
(47) 3234.1866 (Blumenau)

 

© APUFSC Sindical

Designed & Created by: Hupx Tecnologia Powered by: Dynamicweb